Armas apreendidas em caso de violência doméstica na Póvoa de Lanhoso

Esta quarta-feira um homem de 58 anos foi constituído arguido pelo crime de violência doméstica na Póvoa de Lanhoso. Algumas armas foram apreendidas.

Uma doença do foro oncológico terá sido o catalisador para o consumo excessivo de álcool que iniciou as ameaças à esposa e à filha, de 47 e 32 anos.

Foto: GNR

A GNR dirigiu-se ao local e foram apreendidas uma carabina calibre 46 sem licença de porte, uma pistola de 6.35mm (arma proibida), uma pressão de ar, calibre 4,5 mm, munição calibre 6,35 mm, uma faca de cozinha e uma navalha de abertura manual.Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Braga.

Comentários

Comentários